Como escolher um suplemento de proteína! Parte 2

Dividir este tema em sequelas é uma ideia bastante cinematográfica, mas acho que será a melhor forma de ir escrevendo e ir publicando mais rapidamente.

Após ter dado 10 conselhos para escolher um "Bom" suplemento de proteína, vou agora descrever alguns erros e gafes que são cometidos a diário por quem procura uma proteína decente.
Para quem tem acompanhado minimamente este blogue já deve ter reparado que o meu trabalho tem a ver com a nutrição/suplementação do atleta. Pois bem, esse é o meu trabalho!

A diário recebo atletas que querem aumentar a massa muscular como se não houvesse amanhã, que querem o suplemento de proteína mais espectacular do mercado! que seja bem proteica, que seja bem saborosa que dissolva bem, que seja cremosa, que faça crescer até a alma!... e sobre tudo que seja bem baratinha!!!...

Algumas das frases que retenho comigo e que, ainda hoje, vou ouvindo aqui e ali são frases como estas: 


"Quero uma whey mas tem que ser seca"                                  
"Quero uma whey isolada sem hidratos e sem gordura"
"Quero uma boa proteína mas não quero ficar bicho"
"Quero uma proteína da Whey!"
"Quero a proteína da ON porque é a melhor pois é a mais vendida nos EEUU!"
"Quero uma proteína limpa"


Bem, e por aí vai... Na verdade, e ironias à parte, todos querem comprar a proteína que lhes forneça os resultados desejados. No entanto, não nos lembramos que antes de escolher o suplemento de proteína ideal, temos que analisar muito bem a nossa alimentação e o nosso dia a dia. O que comemos, o que treinamos e o que descansamos é que vai definir que suplemento ou suplementos devemos tomar e quando e como o devemos fazer.
Não adianta procurar "A proteína mais seca do mercado" se o nosso lanche é um pão com manteiga! Procuramos a proteína com menos hidratos de carbono possível e depois emborcamos 3 ou 4 cafés por dia e cada um com o seu respectivo pacotinho de açúcar!...
Ou seja, preocupa-mo-nos  em encontrar a super proteína sem hidratos, sem gordura, a melhor do mundo, a mais vendida e a seguir nem ligamos a que tipo de alimentos ingerimos... Porque hei-de estar preocupado na quantidade de hidratos ou gordura de um suplemento de proteína quando bebo um Ice-tea ou uma coca-cola ao almoço e como umas bolachinhas com leite antes de deitar?... O problema é que cometemos erros destes no dia a dia e depois se não aumentamos massa muscular, se acumulamos gordura na barriga ou se não atingimos os nossos objectivos, a culpa é do suplemento de proteína, ou de creatina, ou talvez da marca que não é grande coisa... Mas, culpa nossa é que não é!... aquele croissant com queijo e aquela meia de leite ao lanche não é certeza a culpada!... Nesses alimentos não nos preocupamos em pedi-los sem hidratos e sem gordura!

Temos que perceber de uma vez por todas que existem vários requisitos a ser cumpridos quando o assunto é aumentar massa muscular. Todos eles têm que ser cumpridos para no final obtermos o resultado desejado. Não pensem que por tomar uma NITRO TECH ou uma MYOFUSION se vão converter  no gajo mais musculado do ginásio, ou que vão levantar 300kg de supino! Não vale a pena entrar numa loja de suplementos e pedir a proteína melhor de todas, sem açúcar, sem lactose, sem gordura ou ir à net procurar qual é a proteína mais evoluida do mundo, que aumente massa muscular só de olhar para ela!... 
Se antes não alterarmos o mais importante, tanto faz tomar o Isolado de whey mais poderoso do mercado ou uma modesta proteína de soja ou ervilha. 


Vou terminar este post dando mais 10 conselhos, mas desta feita, de o que devemos fazer para que a nossa escolha do suplemento de proteína funcione na perfeição:


1º- Calcular o nosso consumo de proteína diário. Para um atleta que leve isto de aumentar massa muscular a sério e que treine pelo menos umas 4 a 5 vezes por semana, a ingestão de proteína diária deverá estar muito perto das 2g de proteína por cada quilo de peso corporal. Assim sendo um atleta que pese 80kg deverá ingerir diariamente perto de 160g de proteína. (ovos, carne, peixe, suplementos de proteína).
2º-  Distribuir as refeições durante o dia. Devemos tentar distribuir a ingestão dos alimentos em pequenas refeições várias vezes por dia. De 5 a 8 refeições diárias. Desta forma estamos a introduzir nutrientes no corpo de 3 em 3 horas. O batido de proteína pode contar como uma destas refeições.
3º- Seleccionar os alimentos. Isto é bem mais difícil do que parece. Seleccionar maioritariamente alimentos no seu estado natural e não depois de processados. Cereais do género estrelinhas, chocapic, especial K, nestum e até o cerelac, são autenticas bombas de açúcar. Usem e abusem da Aveia! Isso sim é um cereal!  Evitar: enlatados (estão carregados de sódio), farinhas, pão, Lácteos e refrigerantes.
4º- Tomar o suplemento de proteína certo no momento certo. Esta é das regras mais importantes. Uma proteína whey é muito rápida a ser absorvida, por isso é tão aconselhada após o treino, mas devemos toma-la com alguma porção de hidratos ou não? se antes do treino comemos um prato de arroz ou massa e o nosso treino durou pouco mais de 30 a 45 minutos não me parece de todo obrigatório a toma conjunta de whey com hidratos. Agora se fazemos treinos de hora e meia e a nossa alimentação é de controle de hidratos já me parece quase obrigatório a inclusão dos mesmos no batido pós treino. Batidos de proteína fora deste momento poderão ser combinados com outros alimentos para completar o perfil nutricional de uma refeição e ao mesmo tempo para garantir que o corpo aproveita ao máximo toda essa proteína. Nestes batidos podemos e devemos incluir outras fontes proteicas, como albumina, caseína ou até alguma fonte vegetal. Devem ter uma componente glícida com hidratos de carbono de qualidade, aveia ou fruta por exemplo. E uma componente lípida com gorduras de qualidade, por exemplo óleo de linho, óleos de peixe ou frutos secos como nozes e avelãs.
5º - Descanso. É no descanso que o corpo tem hipótese de recuperar os tecidos perdidos durante o treino. O treino castiga, fere, rompe e até desgasta a massa muscular mas o corpo tem a habilidade de reconstruir tudo outra vez e quando esta reconstrução se torna periódica ele tem a habilidade de se reforçar para dar conta do "castigo"! A isto chama-se hipertrofia! é esse, no fundo o objectivo de todo culturista ou amante da musculação. Por isso o descanso é importante. Não quer dizer que temos que dormir 12 horas e até nem se trata de dormir. Dormir é importante sim mas falo de descanso: Tempo para recuperar! 
6º - Entender o nosso corpo. Somos todos diferentes, essa é uma verdade universal. Cada um de nós tem que descobrir o que funciona melhor, se somos intolerantes à lactose temos que optar por uma proteína que não a contenha. A proteína do ovo por exemplo. No tempo do Arnold ninguém sabia o que era whey e não foi isso que impediu que atingissem corpos exuberantes! Se sentimos que os resultados não aparecem temos que rever a nossa dieta, o nosso treino para ver o que pode estar mal. Digo-vos eu que na maior parte dos casos não conseguimos aumentar massa muscular porque treinamos de mais! O corpo não tem tempo de recuperar. Parem, abrandem, tentem "ouvir" o vosso corpo!...
7º - Esquecer as calorias. Para mim, esta é a regra número um! há quem diga que uma caloria é uma caloria. Eu não concordo em absoluto! Uma caloria proveniente de um bife não é o mesmo que uma caloria vinda de pastel de nata!... Mas isto é assunto para outras núpcias. O que quero referir aqui é que não façam assim tantas contas ás calorias, olhem para os ingredientes, calculem a quantidade de hidratos, de proteína e de gordura que precisam mas não procurem a dieta mais calórica que encontrarem pois não é sinónimo de aumento de mais massa muscular!
8º - Beber água até chegar com o dedo! Precisamos de água, de muita água. Não há bem um número exacto de litros que devemos tomar. Mas tomem em conta a seguinte regra: Se comemos mais precisamos de mais água, se treinar-mos mais precisamos de mais água. Quanto mais alta a temperatura ambiente mais a nossa necessidade de água. Beber um mínimo de 2 a 3 litros como base e depois vamos acrescentando dependendo das necessidades.
9º - Comer, comer e comer. Comer é sem dúvida o trabalho de casa que levamos quando saímos do ginásio. Dou uns 80% dos resultados conseguidos à alimentação! Podemos treinar todo o dia e podemos dormir o dia seguinte mas se não ingerirmos comida em quantidades industriais, nada feito! Para crescer como um campeão tem que se comer com um!
10º - Seguir os conselhos e dicas do Master Músculos! Este nem comento!

E assim me despeço e dou por encerrado este assunto (por agora!)


Vou fazer uma omelete com frango, espinafres e nozes que já estou com fome...!



11 comentários:

  1. Bom essa omelete até me fez crescer água na boca :P Vai ser o meu lanche..
    Excelente post, para variar.. não pares de postar :)
    Abraço e bons treinos

    ResponderEliminar
  2. Muito fácil de entender, tanto produto no mercado o prometer mundos e fundos e na prática o que funciona mesmo é o que já funcionava a 50 anos atrás! CUMERE, TREINARE e DURMIRE!!!

    Excelente Post!

    Ricardo Abreu

    ResponderEliminar
  3. Fernando só hoje lê o teu post mas ontem por mero acaso juntem as claras o normal atum e pôs nóz picada, digo te ficou fantastico cortou ate o sabor do atum e da clara, fica delicioso.
    Quanto ao teu post muito mesmo, vamos ver se aprendem.

    ResponderEliminar
  4. Sim Luís a próxima receita a colocar no blogue será uma omelete! prático, saboroso e sobre tudo, com muita PROTEÍNA!

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Caro Master Chef, a deambular pela net tropecei no seu Blog e por cá fiquei e já li alguns posts, e parabens pois gostei do que li, retive alguma informação mas foi-se criando diversas dúvidas, é este o mal da informação: quantos mais dados mais hipoteses...
    A principal dúvida, e só vou fazer esta, é qual a melhor proteina que se deve tomar, eu sei é uma pergunta com diversas respostas mas eu ajudo, qual é mesmo a melhor proteina para crescer com qualidade (seco) e qual a melhor relação preço/qualidade?
    Esta pergunta será para o meu caso particular: 1,90M, 97Kg, Massa gorda 19%, 43 anos, praticante de musculação com objectivo de ganhar massa muscular.

    ResponderEliminar
  6. Olá Tibas! Obrigado pelo teu comentário e por seres mais um dos "maluquinhos" que ainda vai lendo o que eu escrevo! :) - Quanto à tua pergunta, suponho que queres que te dê alguns exemplos em concreto, nomes, marcas, etc. Pois bem, no mercado existem várias proteínas que preenchem esse requisito: A badalada 100% whey gold standart, na sua versão americana e nos sabores mais básicos como o de baunilha, ainda é uma opção, se não vejamos: "Protein Blend(Whey Protein Isolates, Whey Protein Concentrate, Whey Peptides), Artificial Flavors, Lecithin, Acesulfame Potassium, Aminogen®, Lactase." Como podes ver a lista de ingredientes não é muito extensa. Se comparares isto à uma Nitro Tech ou a uma Myofusion, verás que estas últimas contêm mais do dobro dos ingredientes de esta. Para mais, uma grande parte desses ingredientes são para potenciar o sabor, textura, aspecto, etc. Marcas Nacionais como A Gold Nutrition e a PFN Têm proteínas Whey de grande qualidade, Total Whey e My Whey respectivamente. Procura o simples, se queres um suplemento de whey procura uma que tenha whey e pouco mais!
    Abraço!

    ResponderEliminar
  7. Olá Master,
    Obrigado pela prontidão e pela informação, estas são opções para proteinas de absorção rápida (para tomar de manhã, pré e pós treino).
    Será abusar da tua boa vontade pedir umas sugestões também para proteina de absorção média/lenta para tomar entre refeições e caseina para tomar antes do merecido sono do guerreiro.

    ResponderEliminar
  8. O MasterChef é q rula! grande blog, sempre que leio estes posts aprendo um pouco mais e também me cago a rir (mas secalhar é das claras de ovo...)

    Bom trabalho bons treinos e boa continuação!

    ResponderEliminar
  9. Es o maior . Tem me dado muita ajuda os teus post :-)
    Bom e as receitas hum é de agua na boca ... obrigado

    ResponderEliminar
  10. ... e por falar em espinafres, o que aconselha entre isso e a "nova sensação" nutricional que tanto falam nas Américas, o "Kale"/Couve-de-folhas?? Por cá nunca vi coisa exactamente igual, mas temos couve portuguesa, couves de corte, couve galega e outras do género, é tudo a mesma coisa?

    ResponderEliminar
  11. Ola! Comecei no ginasio à cerca de 1 mes, tenho 1,87 m de altura e peso 63 Kg.
    Entrei para o ginasio porque gostava de engordar 1 pouco e ganhar massa muscular claro.

    Para uma fisionomia como a minha, qual a Whey proteina que recomenda que deva tomar.

    Falaram-me tambem em fazer 1 "Gainer caseiro", ou seja seria misturar Whey Protein com aveia e 1 banana e beber 1 de manha, 1 pos treino e um à noite. Qual a sua opinião?

    Obrigado desde já pela ajuda que me possa indicar.

    ResponderEliminar